Finanças pessoais: confira 5 dicas para colocar as contas em dia

Finanças pessoais: confira 5 dicas para colocar as contas em dia
Por Banco24Horas
23/04/2024
format_align_left 5 minutos de leitura

Você já olhou para as suas finanças pessoais neste ano? Embora a economia mostre alguns sinais de recuperação, ainda é prudente reavaliar hábitos, estratégias e planejamentos financeiros com um olhar crítico e realista. Nesse momento, as finanças pessoais assumem um papel crucial, oferecendo a chave para a tão sonhada tranquilidade financeira.

Para quem está determinado a colocar as contas em ordem e construir um futuro financeiro sólido, algumas dicas de finanças pessoais podem ser muito úteis. Por isso, neste artigo, você encontra um guia prático, destacando cinco estratégias fundamentais para organizar suas finanças.

Desde a elaboração de um orçamento consciente até investimentos inteligentes, passando por uma revisão cuidadosa de despesas, cada sugestão é um passo em direção à estabilidade financeira. Embarque nesta jornada de empoderamento financeiro, onde cada dica é um degrau para alcançar suas metas financeiras!

Como está se comportando a economia brasileira em 2024?

A economia brasileira começou o ano de 2024 com um ritmo mais acelerado do que o previsto. O Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br), considerado o “PIB do Banco Central”, indicou um crescimento de 0,6% em janeiro e uma variação de 2,47% nos últimos 12 meses, o que é um bom sinal, especialmente considerando que o Brasil é uma das maiores economias em desenvolvimento do mundo.

Além disso, outros indicadores também apontam para um cenário positivo:

  • Em janeiro, o comércio registrou um crescimento de 2,5% em relação a dezembro, marcando a primeira alta significativa desde setembro de 2023, conforme a Pesquisa Mensal do Comércio (PMC);

  • O setor de serviços também apresentou um crescimento de 0,7% em janeiro, superando as expectativas. Na comparação com janeiro de 2023, o crescimento foi de 4,5%, de acordo com a Pesquisa Mensal de Serviços (PMS);

  • Além disso, as contratações em janeiro superaram as demissões em 180 mil, o dobro do previsto por especialistas, aponta o Cadastro Geral dos Empregados e Desempregados (Caged).

Esses resultados indicam que a economia brasileira está crescendo mais rapidamente do que o esperado. Embora a economia brasileira ainda enfrente incertezas e desafios que podem influenciar seu desempenho ao longo do ano, este é um bom sinal para quem busca colocar as contas em dia e realizar sonhos que envolvem um aspecto financeiro.

Agora que você já conhece o cenário econômico do Brasil em 2024, vamos olhar para as finanças pessoais e planejar um ano com muita prosperidade financeira?

Planejando as finanças pessoas para colocar as contas em dia

Para começar uma gestão financeira eficiente, você deve listar os gastos fixos (que precisam ser quitados todos os meses) e os variáveis, que integram o orçamento em determinadas épocas ou que, em algum momento, serão encerrados.

Gastos fixos: contas de consumo, aluguel, assinaturas de streaming, plano de saúde, medicamentos de uso contínuo, alimentação, mensalidade da faculdade, entre outros.

Gastos variáveis: compras parceladas no cartão de crédito, parcelas de empréstimos, além de despesas sazonais, como impostos e materiais escolares.

Com esses dados em mãos, você conseguirá visualizar e comparar os gastos mensais com a sua renda para cada período. Os resultados dessa análise são cruciais, pois trazem à luz a sua real situação financeira.

Mesmo que o resultado seja desafiador para manter as contas em dia, a listagem que você elaborou vai te permitir identificar pontos de solução. Vamos nessa?

Planejamento é a palavra-chave

Para muitas pessoas, falar em planejamento é falar em algo maçante e desafiador, mas o foco aqui é ressignificar o trabalho de gestão financeira, entendendo que ele pode trazer mais vantagens para a sua vida do que dores de cabeça.

Na hora de colocar todo o planejamento numa lista ou planilha, vale o antigo caderninho ou um aplicativo no seu smartphone. A plataforma não é o mais relevante. O que importa é você se sentir confortável com o método escolhido.

Contudo, há algo que você sempre deve ter em mente: o diagnóstico das contas precisa ser o mais detalhado possível, sem deixar nenhuma despesa de fora! Com isso em mãos, considere as dicas que preparamos:

1. Detalhe todos os gastos

Antes de mais nada, a recomendação é que você anote os valores recebidos e todos os gastos pretendidos durante o ano. Feito isso, se a conta não bater, busque diminuir a sua lista e fazer cortes de gastos de forma racional. Um ponto de atenção é o parcelamento de compras, viagens e outros custos. Não havendo controle, isso pode virar uma bola de neve, especialmente se você usa o cartão de crédito.

2. Pagar dívidas ou renegociá-las

Estabeleça, antes de tudo, uma ordem de prioridade. Separe débitos sobre os quais você esteja pagando juros, sempre ordenando dos juros mais altos para os mais baixos. Além disso, tente renegociar todas as contas sobre as quais você paga juros buscando melhores condições.

Se tiver dinheiro sobrando, quite os débitos. Apesar de a taxa Selic estar 3% mais baixa que no ano passado, chegando em 10,75% no início de abril, este ainda não é um momento propício para parcelamentos com juros.

Uma opção para quem está com dívidas em aberto é alongar o prazo de pagamento visando reduzir a parcela a um valor que se adapte melhor ao orçamento. O importante é colocar no papel todas as dívidas e quanto de dinheiro você gasta nas parcelas com juros para, a partir disso, se organizar dentro das suas condições.

3. Criar uma reserva de emergência

Se você não tem dívidas, comece a sua gestão financeira montando ou solidificando uma reserva de emergência. Esse dinheiro servirá de suporte para imprevistos financeiros. Lembre-se que um patrimônio acumulado começa com o ato de poupar dinheiro! Quando conseguir poupar um pouco de dinheiro, você pode entrar no mercado financeiro, comprar um imóvel ou realizar outros investimentos.

4. Cultuar hábitos de gestão financeira

Além de poupar dinheiro, objetivamente, outros hábitos precisam fazer parte do dia a dia de uma pessoa que tem planejamento financeiro, como: não atrasar contas, antecipar pagamentos quando isso traz algum benefício, pesquisar preços antes de comprar, monitorar os gastos frequentemente, entre outros.

5. Aproveitar os recursos extras

Olhando para todas essas questões e não possuindo grandes dívidas na praça, lembre-se que o dinheiro também serve para usufruto. Não adianta só poupar. Lembre-se de definir também um teto de gastos para atividades de lazer e outras coisas que te deem prazer. Só não esqueça da regra de ouro: tenha consciência de com o que você quer gastar e coloque um valor máximo para isso, sempre.

Gostou das dicas que trouxemos para você colocar as contas em dia? Então o artigo 10 dicas para controlar seus gastos com o cartão de crédito, também pode te interessar.

Fique por dentro das nossas novidades.
Segurança financeira
Baixe o e-book sobre segurança financeira
Planilha financeira
Baixe sua planilha financeira

Mais Lidos

nathalia-arcuri
Educação financeira
7 dicas de como começar a investir com Nathalia Arcuri, do Me Poupe!
como-conseguir-descontos
Educação financeira
Como conseguir descontos e economizar (muito) dinheiro?
sacar sem cartão (1)
Caixa eletrônico
Quais operações podem ser feitas sem o uso do cartão físico?
Recomendados para você

VER TODOS OS CONTEÚDOS

keyboard_arrow_right
Fique por dentro das nossas novidades.
Deixe seu email aqui (fique tranquilo, não fazemos spam)