9 dicas para você poupar dinheiro todos os meses

Quer poupar dinheiro? Confira dicas para fazer isso todos os meses!
Por Equipe do Banco24Horas
20/07/2022
format_align_left 18 minutos de leitura

Acreditar que você não tem poder aquisitivo para realizar os seus sonhos é um verdadeiro equívoco. Se você trabalha todos os meses para levantar renda para pagar as suas contas, você também pode poupar dinheiro para conquistar os seus objetivos financeiros.

Para isso, é preciso entender que você precisará de um bom plano e de disciplina para construir o que sempre sonhou. Mas essa não é uma tarefa impossível e pode ser mais fácil do que você jamais imaginou. Então, que tal entender como poupar dinheiro no seu dia a dia, todos os meses?

Nós elencamos uma série de dicas imperdíveis sobre o assunto, então, fique atento e não perca nenhum detalhe. Ao final deste post, você estará apto para economizar dinheiro e começar a sua própria reserva financeira! Fique de olho.

Qual é a importância de ter um planejamento financeiro?

O planejamento financeiro é um processo que ajuda você a aproveitar ao máximo seu dinheiro, ou seja, ainda que você não ganhe nem um real a mais, você consegue fazer com que seu salário renda mais. Em outras palavras, ele ajuda você a ter controle sobre suas finanças e a economizar a longo prazo.

Ter um plano financeiro é importante para todos, principalmente para quem está começando a carreira e ainda não construiu sua estabilidade financeira ou mesmo tem grandes sonhos que envolvem conquistas financeiras. Ainda que você não tenha nenhuma quantia guardada, sempre é necessário começar de algum lugar.

O processo de planejamento financeiro inclui, basicamente, três passos:

  1. calcular seus gastos e receitas, que é um passo fundamental na elaboração de um orçamento;

  2. desenvolver seu plano de fluxo de caixa, que o ajuda a prever o futuro de suas finanças e desenvolver um plano de ação sobre como gerenciá-las;

  3. estabelecer planos de poupança ou planos de aposentadoria, a fim de

    economizar dinheiro

    para o futuro.

Com esses três passos simples, é possível construir uma estratégia sólida e eficiente que ajudará você não só a administrar melhor os seus recursos dentro de cada mês, como fazê-los sobrar. E, ainda, dar um destino realmente inteligente para suas reservas.

Se você não tem a menor ideia de por onde começar ou mesmo como fazer isso funcionar no dia a dia, não se preocupe. Nós elencamos todas as dicas das quais você precisará para tirar seus planos do papel e realmente ter dinheiro para fazer o que você tanto quer.

Para tanto, esteja disposto a continuar sua leitura até o final do post. Se for necessário, tenha por perto papel e caneta e anote os seus principais insights sobre o assunto, combinado? Agora, vamos avançar um pouco mais nos conhecimentos.

Como saber a quantia certa para guardar em cada mês?

Uma das maiores dúvidas que as pessoas têm quando querem começar a economizar é: como eu sei quanto preciso economizar todos os meses? A resposta para essa pergunta é simples, embora não tenha um padrão a ser seguido.

Primeiro: o valor que você precisará guardar em cada mês depende do seu objetivo financeiro. Se você quer se aposentar aos 40 anos, o cálculo será um. Se a finalidade é comprar uma casa, é outro. Então, para facilitar a sua jornada, elencamos alguns dos principais pontos que precisam ser observados para definir sua meta de economia, está bem?

Confira tudo agora mesmo!

Saiba quais são suas despesas fixas e variáveis

Nossa primeira dica é que você conheça muito bem a sua situação atual. Por isso, precisa saber exatamente qual é o seu custo de vida hoje em dia. Todos nós temos um padrão de vida e isso requer uma determinada quantia em dinheiro todos os meses, não importa se você mora sozinho ou com a sua família.

Para descobrir quanto você precisa para viver, faça uma planilha organizada com todas as suas despesas fixas e variáveis. Categorize-as e distribua todos os valores que sempre estão presentes no seu mês, como:

  • aluguel;

  • alimentação;

  • contas de consumo (água, luz, internet);

  • combustível;

  • educação;

  • lazer;

  • investimentos e assim por diante.

É importante ainda que você separe o que é fixo do que é variável. Um gasto fixo é aquele que está lá todos os meses e que você pode prever o valor. Se você tem um plano de internet, sabe que ao final de cada mês entrará um valor fixo para pagar. O mesmo vale para o seu aluguel, a parcela do carro, a mensalidade da pós-graduação e assim por diante.

Mas você ainda tem algumas despesas que, apesar de saber que estarão lá, não dá para saber qual será o valor, certo? Suas compras de farmácia e supermercado, os gastos em combustível e quanto você gasta em saídas são alguns exemplos. Elas vão para uma categoria diferente.

No final, é importante que você some tudo, seja do mês atual ou uma média dos três últimos meses, por exemplo. Só assim você terá uma ideia de quanto realmente precisa para viver se continuar sustentando seu estilo de vida atual.

Não pule esta etapa. Muitas pessoas sabem exatamente quais são seus gastos todos os meses, mas não fazem ideia do montante que isso represente ao final do mês. Talvez você leve um choque de realidade, mas até mesmo isso é importante para você descobrir quais categorias precisam passar por uma "redução de custos".

Vamos adiante.

Entenda quanto você ganha por mês

Agora que você já sabe quanto gasta todos os meses, chegou a hora de descobrir se ganha o suficiente para cobrir suas despesas e ainda fazer sobrar algum dinheiro todos os meses. Esse cálculo é um pouco mais simples, especialmente se você mora sozinho.

Para chegar a ele, você só precisará somar tudo o que entra de dinheiro, como:

  • seu salário;

  • algum dinheiro que você emprestou;

  • rendimentos de investimentos;

  • pagamentos por trabalhos extras;

  • comissões do trabalho etc.

Se você mora com outras pessoas e está calculando o orçamento doméstico, é importante somar a renda dessas pessoas também. Isso dará um espectro geral de quanto você realmente recebe de dinheiro todos os meses. Confrontar esse valor com a soma das suas despesas vai servir para entender qual é a sua condição atual de poupar algum dinheiro.

Calcule uma porcentagem do seu salário

Nosso último passo dessa fase de descoberta sobre o valor que você vai determinar para poupar todos os meses é a definição de uma porcentagem para economizar. Nesse momento, você pode estar pensando: mas como eu vou determinar um valor para poupar se as minhas despesas podem subir?

Aqui é que está o pulo do gato: a porcentagem do salário que você determinar como poupança vai ser uma obrigação financeira, um compromisso, como uma compra parcelada que você já fez e que todo mês tem que pagar. Então, você vai tirar esse valor do salário antes mesmo de gastá-lo com qualquer outra coisa.

Essa estratégia de economia é fundamental para que você pare de administrar seu dinheiro olhando pelo retrovisor, no bom e velho estilo "compre primeiro, pense depois". Quando você tira esse valor das suas receitas antes de começar o seu mês, se impede de gastá-lo com qualquer coisa supérflua. Você priorizará os seus sonhos e objetivos. Percebe a importância que isso tem?

Outra dica fundamental é que você estabeleça um teto de gastos para cada uma das categorias de gastos que você elencou. Isso vai ajudá-lo a limitar seus gastos e a fazer sobrar cada vez mais dinheiro no final do mês, facilitando sua saúde financeira.

Quer mais dicas? Então, vamos para a melhor parte do conteúdo!

9 dicas de como poupar dinheiro para começar a colocar em prática agora

Você já entendeu que economizar dinheiro demanda que você organize suas finanças, não é? Além disso, é importante ter um pouco de disciplina. Mas, para que a coisa toda não fique chata e se torne um saco, nós vamos facilitar sua vida com dicas bem simples de colocar em prática.

Como poupar dinheiro? Confira as dicas com @Danilo Gato - Finanças em Desenho - YouTube

Então, pegue seu bloco de anotações e vamos ao que interessa!

1. Comece colocando no papel todas as suas despesas

Organização é a sua nova palavra de ordem. Caso você já tenha feito isso, ignore essa etapa e siga adiante. Mas, se não fez, agora é o seu ultimato para listar todos os seus gastos do mês. E são todos mesmo! Então, trate de se lembrar desde o cafezinho que você toma depois do almoço até a gorjeta que você deixa para o garçom do bar que frequenta.

Por menor que seja o valor, é importante que você tenha uma ideia dos seus padrões de consumo e gastos. Nada pior do que tentar organizar a sua vida financeira tentando esconder de si mesmo suas próprias despesas. Então, faça um brainstorming e despeje no papel tudo aquilo do que se lembrar.

Depois, você pode transformar essa lista em diferentes grupos e categorias, separando os gastos em alimentação, educação, transporte e assim por diante.

2. Tenha um controle de todas as despesas e gastos em uma planilha

Depois de ver todas as suas despesas listadas no papel, é hora de transformar esse monte de dados soltos em informações estratégicas para a sua gestão financeira pessoal. Para isso, recomendamos que você monte uma planilha no Excel, algo que facilite sua experiência e ajude você a preencher seus gastos com mais frequência.

Se você não for muito adepto às planilhas, tudo bem. Você pode usar um caderninho ou um aplicativo no seu smartphone. A ideia é que controlar os seus gastos seja algo simples e fácil, quase intuitivo, afinal, é isso que vai deixar todos os outros processos mais simples.

Como controlar os gastos com dinheiro na mão? - YouTube

Quando você cria essas categorias, seja no caderninho, na planilha ou no app, você consegue organizar os gastos ao mesmo tempo em que os registra. Se somar os valores por categoria, vai saber exatamente onde está extrapolando e o que pode economizar. Legal, né?

3. Veja os gastos que podem ser reduzidos

Falando em economizar, sempre dá para espremer um pouco e fazer sobrar alguns trocados de cada categoria. Então, que tal se aprofundar um pouco em como reduzir o que você gasta com cada tipo de conta? Vale para:

  • a conta de luz — desligue os eletrônicos da tomada, apague as luzes dos cômodos vazios, abra as janelas e deixe a luz entrar;

  • o plano de celular — cancele os serviços que você não usa e negocie planos mais alinhados com a sua demanda;

  • o plano de internet — tente um plano conjunto com o do celular ou contrate apenas aquilo que você realmente necessita;

  • as assinaturas de

    streaming

    — tente dividir esses serviços com os seus amigos ou colegas de trabalho, pode sair bem mais em conta.

Além disso, sempre existe uma ou outra coisa que pode ser otimizada no dia a dia. Diminuir o desperdício de alimentos, reunir mais roupas para colocar na máquina de lavar ou mesmo diminuir uns minutinhos no banho podem ser ótimas ideias.

Preferir caminhar em vez de ir de carro a locais próximos também pode ser uma boa. Assim como combinar um sistema de caronas com algum vizinho que trabalhe perto de onde você trabalha. As possibilidades são diversas.

poupar dinheiro

4. Crie um objetivo de longo prazo

Sempre fica mais fácil economizar dinheiro quando você tem algo em vista. Economizar sem um objetivo é desmotivador e transforma qualquer gasto em uma verdadeira tentação. Quando você não tem uma finalidade para o dinheiro, fica fácil se convencer de que você trabalhou o mês inteiro e simplesmente merece mais um lanche.

Quando você quer guardar dinheiro para finalmente comprar seu tão sonhado carro, por exemplo, você sabe que merece o lanche, mas que merece muito mais o carro. E aí pode se concentrar nos benefícios que terá quando alcançar seu objetivo.

Isso vai manter você focado e disciplinado no que se comprometeu a fazer. Então, mesmo que não tenha muita clareza do que quer, sempre associe suas economias a uma finalidade, ainda que seu objetivo seja viver de investimentos a partir dos 40 ou 50, por exemplo.

5. Mude o seu padrão de vida

Muitas pessoas que enfrentam dificuldades para economizar dinheiro não se dão conta que um dos seus maiores empecilhos é o seu padrão de vida. Alguns especialistas inclusive recomendam que você sempre viva com um padrão abaixo daquele que você realmente pode pagar.

E essa é uma ótima estratégia, na verdade. Principalmente para aqueles que não conseguem receber uma promoção ou um aumento sem elevar um pouquinho seus padrões de exigência quanto a marcas e locais a frequentar, por exemplo.

Inclusive, sobre isso, muitas pessoas só frequentam alguns locais ou usam algumas marcas em função do status que elas geram. Reflita se você não está fazendo isso. Às vezes, pagar a mais por um produto ou serviço nem representa um benefício real sobre ele. Então, não pague a mais por uma conta que não faz sentido.

Se for preciso, vá a mais lugares a pé. Pesquise mais onde vai comprar suas roupas. Prefira pedir alguns produtos pela internet e economize. Vá a locais do seu bairro e descubra coisas diferentes para fazer. Ostentar um padrão de vida alto custa mais caro do que viver bem. Pense a respeito.

6. Comece a investir o seu dinheiro

Outra dica fundamental é que você comece a aprender sobre investimentos o quanto antes. E, mais importante: aplique os seus conhecimentos. Apesar de muita gente achar que investir é difícil e complicado, isso é algo que está cada vez mais acessível.

Existe muito conteúdo gratuito na internet sobre o assunto. Inclusive, vídeos explicativos de profissionais renomados que ensinam você a investir de maneira segura no Tesouro Direto e em várias outras opções. Ainda que você não faça grandes aplicações na bolsa, isso vai ajudar você a multiplicar o patrimônio economizado.

7. Tenha foco e disciplina

Economizar dinheiro em longo prazo pode ser algo bem difícil. Em alguns momentos, é possível que você perca o seu objetivo de vista. De qualquer forma, não desista. Tenha metas claras e as revisite sempre que for possível para se reconectar com aquilo que você quer alcançar.

Outra dica bacana é facilitar a sua vida, ou seja, manter longe todas aquelas coisas que podem ameaçar a sua economia. São sacadas bem simples e que fazem toda a diferença, como não ir ao supermercado com fome ou mesmo comprar um item por impulso.

8. Evite tentações

Se você tem hábitos de consumo impulsivos, fique bem longe das tentações. Ignore os anúncios online e evite ir a shoppings centers, principalmente. Ficar perto de alertas de promoção podem ser gatilhos difíceis de superar, então, o melhor que você faz é se afastar deles.

Sempre que pensar em comprar algo, como uma roupa nova, um eletrônico ou um utensílio, se pergunte: eu realmente preciso desse item? Se a resposta for positiva, provavelmente em uma ou duas semanas você ainda precisará dele, então, espere alguns dias. Se a resposta for negativa, você sequer se lembrará que quis comprar o item.

9. Aproveite descontos e promoções

Não se sinta desconfortável por buscar descontos e promoções quando for comprar o que você precisa, especialmente se forem coisas caras, como móveis e eletrodomésticos. A internet facilita muito isso hoje em dia, permitindo que a gente compare preços e condições de pagamentos.

Além disso, procure preços em diferentes locais e acompanhe suas lojas e marcas favoritas na internet. Isso vai facilitar sua vida na hora de aproveitar promoções valiosas. Se você tiver alguma reserva financeira, negocie preços à vista. Desde que os descontos valham a pena, essa pode ser uma estratégia bem útil.

Por que começar a poupar dinheiro?

Agora que você já entendeu como pode poupar dinheiro, talvez ainda esteja se sentindo inseguro sobre as razões para realmente assumir esses esforços. Então, fique de olho em algumas razões pelas quais você deveria começar a poupar dinheiro!

Para ter uma reserva de emergência

Uma reserva de emergência é um valor que você mantém guardado para cobrir despesas importantes e inesperadas que podem surgir ao longo da sua vida. Ninguém está livre de passar por apertos como situações de doença, acidentes de trânsito ou demissões inesperadas, por exemplo. Então, além do inconveniente da circunstância, é interessante que você não precise se preocupar com dinheiro nessas horas, certo?

Para fazer seus sonhos virarem realidade

Infelizmente, muitas pessoas têm grandes sonhos envolvendo dinheiro e realmente acreditam que não são capazes de alcançá-los. Mas a verdade é que nenhum sonho é impossível, se você planejá-lo criteriosamente e se manter disciplinado em trabalhar duro e guardar dinheiro. Então, se você quer comprar algo de valor ou viver uma experiência que custa caro, acredite que é possível e monte sua estratégia para isso.

Para viver de renda

Há ainda quem queira se aposentar cedo e viver de renda, sem ter que trabalhar pelo resto da vida. E, para isso, guardar e aplicar dinheiro é crucial. Então, quanto antes você começar, mais rápido conseguirá atingir o seu objetivo. Para tanto, é preciso saber quanto você precisará economizar e aplicar todos os meses, e por quanto tempo.

Para ter uma aposentadoria mais tranquila

Outras pessoas apenas querem garantir uma aposentadoria tranquila, sem precisar se preocupar com dinheiro depois que parar de trabalhar. Nesses casos, ter uma boa reserva de dinheiro é fundamental. Então, desenvolver o hábito de economizar seus recursos pode facilitar sua vida e ser muito útil não só até a sua aposentadoria, como também depois dela.

Para fazer uma viagem especial

Se você já sonhou em fazer um intercâmbio ou um mochilão, por exemplo, deve ter descoberto que essas viagens não são lá muito baratas, certo? Mas nem por isso são impossíveis. Seguindo as dicas que você conferiu ao longo deste post é perfeitamente possível estabelecer metas alcançáveis e trabalhar para conquistá-las.

Como você viu, economizar dinheiro não é uma tarefa tão difícil. Ela depende de um consumo consciente e boa vontade em assumir alguns compromissos com você mesmo e com os seus sonhos. Depois disso, com um pouco de paciência, conquistar o que você planejou se tornará mais simples.

E agora que você já conferiu todas as nossas dicas e descobriu mais sobre como poupar dinheiro, que tal compartilhar este post com outras pessoas?

Fique por dentro das nossas novidades.
Segurança financeira
Baixe o e-book sobre segurança financeira
Planilha financeira
Baixe sua planilha financeira

Mais Lidos

nathalia-arcuri
Educação financeira
7 dicas de como começar a investir com Nathalia Arcuri, do Me Poupe!
como-conseguir-descontos
Educação financeira
Como conseguir descontos e economizar (muito) dinheiro?
sacar sem cartão (1)
Caixa eletrônico
Quais operações podem ser feitas sem o uso do cartão físico?
Fique por dentro das nossas novidades.
Deixe seu email aqui (fique tranquilo, não fazemos spam)
Téo ChatBot