Veja 5 dicas de economia doméstica pra aplicar a partir de hoje!

Quer saber como aplicar a economia doméstica? Confira algumas dicas!
Por Equipe do Banco24Horas
17/03/2021
format_align_left 5 minutos de leitura

Muitos objetivos dependem de investimentos pra que sejam conquistados. E quando são compartilhados por uma família, eles precisam da colaboração de cada pessoa do grupo. É aí que entra a importância da economia doméstica.

São diversas ações que ajudam a reduzir gastos. Inclusive, você precisa incluir na economia doméstica várias situações do cotidiano. A ideia é preservar o dinheiro compartilhado entre os familiares e dar uma folga ao orçamento pessoal de todos.

Quer saber como aplicar o conceito e cuidar melhor das finanças? Fique com a gente e confira 5 dicas!

O que é economia doméstica?

É a maneira como um grupo familiar se organiza pra planejar o uso de seus recursos. Esse processo pode ser comparado àquele que ocorre dentro de uma empresa, já que busca o controle das despesas e a proteção do patrimônio.

Em uma residência, a economia doméstica tem como principal finalidade manter o padrão de vida dos moradores e evitar imprevistos. Ela deve promover uma rotina confortável, sem preocupações relacionadas a dinheiro.

Por que a economia doméstica é tão importante?

A economia doméstica favorece a liberdade financeira, já que permite cortar custos e eliminar a sensação de que algo está em falta. Afinal de contas, quando não há o acompanhamento adequado do uso do dinheiro, fica difícil conquistar as coisas que desejamos, em curto ou longo prazo.

A economia doméstica precisa fazer parte do dia a dia de todos os que moram na residência. Ou seja, pra que realmente funcione, deve contar com o esforço de cada morador. Esse trabalho conjunto terá impactos positivos pra gerar benefícios ao grupo inteiro.

O conceito ganha ainda mais relevância se considerarmos a tendência do trabalho remoto e o cenário da pandemia. Como as pessoas estão passando mais tempo em casa, é fundamental que pensem em formas de planejar suas finanças domésticas.

Como aplicar a economia doméstica em 5 passos?

A economia doméstica depende do equilíbrio entre o que a família ganha e gasta. Com o tempo, é possível aumentar a diferença entre esses valores e fazer com que a renda seja sempre superior às despesas. É uma meta importante pra investir em sonhos e comemorar cada vez mais conquistas.

Será que você já aplica algum cuidado dessa estratégia? Veja como economizar dinheiro!

1. Preparar mais comida em casa

Os gastos com alimentação ocupam boa parte do orçamento familiar, mas é possível reduzir bastante esses valores. Em vez de pedir entrega de comida por aplicativos ou comer em restaurantes, você pode preparar marmitas e refeições em casa.

Planejar pratos na própria cozinha sempre será uma opção mais barata, independentemente do preço dos produtos no mercado. Além de economizar uma grana com almoços e jantares, você terá a possibilidade de variar o cardápio e deixá-lo mais saudável. Isso é uma grande vantagem, especialmente pra quem tem crianças pequenas ou quer cuidar mais da saúde.

2. Ter dinheiro em espécie pra negociar descontos

Muitas pessoas preferem usar dinheiro em espécie pra quitar compras, e essa prática favorece a economia doméstica. Afinal, quem tem cédulas e moedas consegue descontos com mais facilidade.

Então, sempre que possível, leve algumas notas quando for às lojas e demais estabelecimentos. Se quiser, pode até negociar com os vendedores, afirmando que tem certa quantia em espécie pra fechar a compra e levar o produto em questão.

Ao oferecer dinheiro físico, você também evita imprevistos com sistemas de pagamento fora do ar ou sem acesso à internet. De quebra, ainda reforça o controle das quantias gastas, o que nem sempre acontece quando passa o cartão na máquina.

3. Pesquisar e comparar preços

Já comprou um produto ou adquiriu um serviço sem analisar o valor? É importante que isso não vire costume! Ao deixar as pesquisas de preços de lado, você perde a oportunidade de poupar quantias que, quando somadas, favorecem o orçamento doméstico.

Não custa nada tirar alguns minutos do seu dia pra avaliar as condições oferecidas por diferentes empresas e marcas. Mesmo os serviços da economia compartilhada, como caronas via aplicativos e aluguel de veículos, devem passar por essa análise.

Uma observação cuidadosa vai permitir que você encontre opções com melhor custo-benefício. Pode ter certeza de que o dinheiro economizado em cada situação fará diferença no fim do mês.

4. Elaborar listas de compras

Registrar o que está em falta é um hábito dos esquecidos. Anotar tudo em um papel agiliza a passada no mercado ou na loja, além de evitar frustração com o esquecimento de coisas importantes. Felizmente, essa prática também potencializa a economia doméstica.

Procure anotar apenas o que é necessário, desde produtos de limpeza até roupas para os seus filhos. Dessa forma, você vai usar a lista como guia no momento da compra e evitar a temida aquisição por impulso. O ideal é sempre limitar os gastos ao que está escrito no papel, sem fugir do planejamento.

5. Consumir com consciência

Recursos como água e luz são fundamentais para o funcionamento de uma residência. Não é à toa que consomem uma grande parcela das finanças pessoais. O consumo aumenta com a permanência de mais pessoas no ambiente doméstico, mas dá pra reduzi-lo com algumas práticas.

Pra economizar água, por exemplo, a família pode adotar condutas mais sustentáveis: reutilizar o volume descartado pela máquina de lavar pra dar descarga no banheiro, tomar banhos rápidos e fechar as torneiras assim que terminar o uso.

Também existem ações valiosas pra diminuir o valor da conta de luz: evitar banhos prolongados no chuveiro elétrico, desligar interruptores ao sair do cômodo, abrir janelas pra aproveitar a luz natural, utilizar lâmpadas modernas (LED) e não deixar aparelhos que não são usados conectados às tomadas.

Ficou bem claro que a economia doméstica pode ser trabalhada com simples mudanças na rotina de cada morador. Então, se você gostou das sugestões e acredita que podem melhorar a relação da sua família com o dinheiro, não deixe de discuti-las com as pessoas de seu convívio.

Ainda não recebe a nossa newsletter? Aproveite a visita e faça o seu cadastro na caixinha cinza que fica na lateral direita deste artigo. Assim, você vai receber todas as novidades do blog pra cuidar bem da sua saúde financeira!

Busca do Blog
Fique por dentro das nossas novidades.
Segurança financeira
Baixe o e-book sobre segurança financeira
Planilha financeira
Baixe sua planilha financeira

Mais Lidos

nathalia-arcuri
Educação financeira
7 dicas de como começar a investir com Nathalia Arcuri, do Me Poupe!
como-conseguir-descontos
Educação financeira
Como conseguir descontos e economizar (muito) dinheiro?
sacar sem cartão (1)
Caixa eletrônico
Quais operações podem ser feitas sem o uso do cartão físico?
Recomendados para você

VER TODOS OS CONTEÚDOS

keyboard_arrow_right
Fique por dentro das nossas novidades.
Deixe seu email aqui (fique tranquilo, não fazemos spam)
Téo ChatBot