Onde guardar dinheiro? Mostramos 7 das melhores opções pra você

Conheça 7 formas de guardar o seu dinheiro e ainda receber lucros ao resgatá-lo!
Por Equipe do Banco24Horas
05/10/2020
format_align_left 7 minutos de leitura

Quando o assunto é educação financeira, todo mundo pode aprender algumas iniciativas que levam a um futuro melhor e à realização de vários sonhos de vida. E é normal que apareça aquela pergunta: qual é o melhor lugar para guardar dinheiro?

Pra fazer isso do jeito certo e ainda conseguir algum lucro, é necessário dividir a quantia em reservas de longo prazo e de emergência.

No primeiro caso, estamos falando dos valores a serem resgatados em investimentos de vários anos, como aposentadoria ou compra de imóveis. Já as reservas de emergência são feitas pra resolver imprevistos. Como exemplo, podemos citar um tratamento de saúde, a compra de um objeto de uso essencial ou a cobertura de despesas básicas em uma situação de desemprego.

Quer dicas de onde guardar dinheiro da melhor forma? A gente mostra 8 alternativas rentáveis. Confira!

1. Poupança

Quando se fala em guardar dinheiro, a poupança é a primeira opção de muita gente, porque é um lugar estável pra fazer reserva. Conhecida como um investimento fácil e simples, ela traz 4 benefícios bem interessantes:

  • liquidez imediata;

  • ausência de valor mínimo de investimento;

  • fundo garantidor de crédito;

  • zero cobrança de taxas e impostos.

Mas, fique atento! Se você quer resgatar um volume maior por mês e no longo prazo, a poupança pode não ser a melhor escolha, porque o rendimento do dinheiro acaba não sendo tão alto.

O que acontece é que a taxa de juros desse investimento é uma das menores do mercado. Além disso, pra que a pessoa tenha direito aos juros do valor depositado na poupança, ainda é necessário que a quantia esteja na conta por, no mínimo, 30 dias.

2. Tesouro Direto

Essa é uma ótima escolha pra quem quer guardar dinheiro por mais tempo. O Tesouro Direto é um programa do Tesouro Nacional e da Bolsa de Valores de São Paulo (a famosa B3) que vende títulos públicos federais pra pessoas físicas.

Muitas corretoras não cobram despesas de administração dos clientes que aplicam nesse investimento. É isso o que significa a famosa "taxa zero", tão usada pra se referir a esse tipo de investimento.

Agora, o investimento em si tem uma taxa anual, que é de 0,3% ao ano, cobrada pela B3, instituição que faz a guarda dos títulos. A cobrança é automática, chegando diretamente às corretoras. Outro ponto interessante é que a aplicação pode ser iniciada com o valor mínimo de R$ 30,00.

O Tesouro Direto tem um lucro diário nos dias úteis, por causa da correção da Selic, que é a taxa básica de juros da economia. Quando o resgate é feito em curto prazo, ou seja, antes do vencimento combinado, há possibilidade de perdas.

3. LCI e LCA

A Letra de Crédito Imobiliário (LCI) e a Letra de Crédito do Agronegócio (LCA) são investimentos vantajosos quando pensamos em pagamentos de taxas e tributos, porque as duas são isentas de Imposto de Renda.

Como o nome sugere, a LCI é direcionada aos empreendimentos e às atividades do setor imobiliário. Já a LCA financia as atividades do agronegócio.

Só que, pra iniciar o investimento, é necessário um valor um pouco maior que em outras modalidades, geralmente começando na casa de R$ 5 mil. Existe também uma carência de 90 dias pra resgatar e, assim, poder usar o dinheiro.

Como toda letra de crédito, a LCI e a LCA contam com uma data de vencimento determinada. Assim, quem resolve investir em uma delas tem uma ideia do quanto o dinheiro vai render ao final do prazo.

4. CDB

O Certificado de Depósito Bancário (CDB) é um investimento de renda fixa de baixo risco. Os bancos emitem esse documento pra arrecadar recursos que serão usados em suas operações. Aplicar no CDB, então, é emprestar o dinheiro ao banco pra obter remuneração com juros no prazo determinado.

O CDB é uma ótima opção quando pensamos em reserva de emergência. Aqui, a liquidez é diária, já que não há carência.

Isso quer dizer que não existe um prazo mínimo de investimento pra fazer o resgate, o que é diferente da LCA e da LCI, por exemplo. Mas vá com calma, hein? Isso exige um maior controle das próprias finanças.

Há também o CDB com prazo de vencimento predeterminado: seu resgate só ocorre quando o prazo é cumprido. Logo, os lucros são maiores. Faz sentido, né?

5. Previdência privada

Oferecida por bancos e seguradoras, a previdência privada foi inicialmente pensada como uma fonte de renda complementar à dada pelo governo. Mas logo se popularizou como uma boa alternativa de investimento. Afinal, é uma forma segura e rentável de poupar dinheiro.

Este investimento é bastante flexível: pode ser feito de uma única vez, mensal ou ocasionalmente. Os valores são aplicados em renda fixa e ações, que oferecem uma rentabilidade elevada com o passar dos anos.

Há planos de previdência privada que descontam o valor investido na declaração do Imposto de Renda (IR). Dependendo da escolha do regime de tributação, dá pra pagar uma taxa reduzida ou ficar isento no momento em que quiser fazer o resgate.

Existem diversos formatos de previdência privada, mas dois tipos são mais conhecidos: PGBL e VGBL. Bora saber mais sobre cada um deles?

PGBL

O Plano Gerador de Benefício Livre (PGBL) é um investimento que pode ser deduzido no Imposto de Renda. Com ele, é possível abater até 12% da renda tributável anual. Muito vantajoso, não é mesmo? Por isso, ele é mais recomendado pra quem utiliza o modelo completo de declaração.

Mas, fique atento! Quando for resgatar o investimento, você precisará pagar o imposto sobre o valor total investido e também sobre os rendimentos.

Como a rentabilidade desse plano é variável, por isso não dá pra ter certeza de quanto poderá resgatar no futuro. Mas, é possível dar uma estimativa boa da quantia que poderá ser recebida.

Uma grande vantagem do PGBL é que, em caso de falecimento do titular, o dinheiro é repassado automaticamente para os beneficiários, sem precisar passar por inventário.

VGBL

Diferente do PGBL, o Vida Gerador de Benefício Livre (VGBL) não pode ser deduzido do Imposto de Renda. Por isso, é mais recomendado pra quem faz a declaração do IR pelo modelo simplificado.

Outra diferença é que, no momento de resgatar o valor investido, você vai pagar o imposto apenas sobre o valor dos rendimentos, e não o total.

Ele oferece cobertura em caso de morte, funcionando também como um seguro de vida. Por isso, é uma opção muito procurada.

6. Fundos de investimento

Os Fundos de investimento reúnem pessoas interessadas em investir em determinado ativo. Elas unem seus recursos nesse investimento, que é supervisionado por um gestor.

O dinheiro investido é separado em cotas e o rendimento deverá ser dividido tomando por base cada cota, de forma proporcional.

A supervisão do gestor especializado é o que torna essa modalidade segura e rentável — mas também é por isso que esse modelo exige o pagamento de uma taxa de administração.

Confira os mais populares do mercado:

7. Letras de Câmbio

Talvez essa seja a opção menos conhecida por quem busca o melhor lugar pra guardar dinheiro.

As Letras de Câmbio (LC) são títulos de crédito lançados pelas instituições financeiras. Ou seja, elas funcionam como empréstimos, mas, nesse caso, é você quem empresta para o banco.

Após o prazo contratado — com rendimento prefixado, pós-fixado ou híbrido — você vai poder resgatar o valor investido, com juros e correção monetária. Por isso, é uma opção bastante segura e rentável de investimento.

Dica bônus: a importância do dinheiro na mão

A gente te mostrou por aqui opções pra saber o melhor lugar pra guardar dinheiro e ter mais estabilidade. As aplicações são rentáveis e é por isso que ajudam a melhorar a sua renda. Mas é importante lembrar também da importância do dinheiro físico.

Planejar pra fazer saques regulares te ajuda a resolver várias situações, principalmente os imprevistos. Além disso, é uma medida pra controlar as finanças diárias, o que ajuda você a planejar pra guardar um extra e investir. E na hora das compras, é uma ótima saída pra ter descontos e, assim, economizar mais um tanto!

Viu como é importante conhecer dicas de investimentos pra cuidar do seu dinheiro? Complemente sua organização com mais um conteúdo feito pra você: veja como lidar com as finanças pessoais!

Fique por dentro das nossas novidades.
Segurança financeira
Baixe o e-book sobre segurança financeira
Planilha financeira
Baixe sua planilha financeira

Mais Lidos

nathalia-arcuri
Educação financeira
7 dicas de como começar a investir com Nathalia Arcuri, do Me Poupe!
como-conseguir-descontos
Educação financeira
Como conseguir descontos e economizar (muito) dinheiro?
sacar sem cartão (1)
Caixa eletrônico
Quais operações podem ser feitas sem o uso do cartão físico?
Recomendados para você

Quais são os melhores investimentos em 2022 para os brasileiros?

Descubra quais são os investimentos mais aquecidos para 2022 no Brasil e entenda como começar a aplicar seu dinheiro.

9 dicas para você poupar dinheiro todos os meses

Quer poupar dinheiro? Então, chegou a hora de conferir algumas dicas que vão ajudá-lo a fazer isso todos os meses!

Gestão de tempo: como ser mais produtivo?

Gestão de tempo: saiba o que fazer pra tornar seu dia mais organizado e produtivo. Confira tudo neste post!

9 curiosidades sobre o dinheiro no Brasil

Conheça o histórico monetário do Brasil e as principais curiosidades sobre o dinheiro em nosso país!

Independência financeira: o que é e como alcançá-la

Independência financeira versus liberdade financeira: entenda quais são as principais diferenças entre elas e saiba como se tornar financeiramente independente

Como viajar gastando pouco: confira 7 dicas

Planejamento é a chave para curtir uma viagem inesquecível sem comprometer o orçamento! Descubra dicas infalíveis aqui!

Ideias para festa junina: conheça as festas de cada região do Brasil

Sem ideias para montar sua própria festa junina? Descubra como acontecem os festejos em cada canto do país!

O que dar de presente no dia dos namorados?

Sem ideias para surpreender a pessoa amada no dia dos namorados? Veja as nossas sugestões para acertar em cheio no presente e tornar a data ainda mais especial!

Planejamento financeiro familiar: entenda o que é e como implementá-lo

VER TODOS OS CONTEÚDOS

keyboard_arrow_right
Fique por dentro das nossas novidades.
Deixe seu email aqui (fique tranquilo, não fazemos spam)
Téo ChatBot